News

Invertebrados da Lista Vermelha procuram-se: campanha de ciência-cidadã

5/06/2020. Texto adaptado por Marta Daniela Santos da comunicação oficial do projeto Lista Vermelha de Invertebrados de Portugal Continental. Na imagem: Macrothele calpeiana. ©: Pedro Cardoso.

A 5 de junho, Dia Mundial do Ambiente, o projeto Lista Vermelha de Invertebrados de Portugal Continental lança a campanha “Invertebrados da Lista Vermelha procuram-se”. A campanha apela aos cidadãos que ajudem a conhecer melhor a distribuição de 16 espécies emblemáticas de invertebrados, contribuindo para o processo de avaliação do risco de extinção dessas espécies.

Estima-se que existam entre 30 a 40 mil espécies de invertebrados em Portugal, um grupo muito diverso do qual fazem parte insetos, aranhas, caracóis e crustáceos, entre outros. Destas espécies, várias são raras, e outras apenas ocorrem em território nacional. No entanto, apesar da sua elevada biodiversidade e importância para os ecossistemas, em Portugal nunca foi avaliado o seu risco de extinção.

No âmbito do projeto Lista Vermelha de Invertebrados de Portugal Continental, que tem por objetivo elaborar a primeira Lista Vermelha para estas espécies, é agora lançada a campanha de ciência-cidadã “Invertebrados da Lista Vermelha procuram-se”. A equipa do projeto apela aos cidadãos interessados que registem na plataforma Biodiversity4All, no projeto criado AQUI, as suas observações feitas em Portugal Continental das espécies de invertebrados listadas nos anexos da Diretiva Habitats, bem como de outras espécies-alvo.

Mais informações sobre cada uma das espécies, sobre como identificar, onde procurar e quando, estão disponíveis na página do projeto, AQUI. As espécies a registar incluem insetos, aranhas, caracóis, lesmas, mexilhões de rio, crustáceos e sanguessugas, e as observações vão ajudar os investigadores a avaliar o risco de extinção destas espécies no país.

O projeto Lista Vermelha de Invertebrados de Portugal Continental é financiado pelo POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e pelo Fundo Ambiental, tem como beneficiário a Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências - FCiências.ID. É coordenado por investigadores do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais – cE3c da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e tem como parceiro o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas – ICNF.

Other Articles

  • Dia Mundial do Ambiente 2020 no cE3c

    Project Dia Mundial do Ambiente 2020 no cE3c

  • Projeto INVAXEN ganha o Prémio BiodivERsA para Excelência e Impacto

    Project Projeto INVAXEN ganha o Prémio BiodivERsA para Excelência e Impacto

  • Projeto europeu H2020 MaCoBioS com coordenação científica nacional de cientista do cE3c

    Project Projeto europeu H2020 MaCoBioS com coordenação científica nacional de cientista do cE3c

  • COVIDETECT – Projeto pretende criar um sistema de alerta precoce da presença do vírus SARS-CoV-2

    Project COVIDETECT – Projeto pretende criar um sistema de alerta precoce da presença do vírus SARS-CoV-2

  • Projeto sobre evolução

    Project Projeto internacional sobre evolução com participação portuguesa distinguido com 1,1 milhões de euros