News

Ciência-cidadã a bordo do Navio Escola Sagres

24/02/2020. Texto de Ana Simões (ACI Ciências ULisboa) adaptado por Marta Daniela Santos. Na imagem: Navio Escola Sagres. ©: Marinha Portuguesa.

Com que espécies se irá cruzar o Navio Escola Sagres na sua viagem de circum-navegação ao longo dos próximos meses? Que informação se esconde na cor do mar? Estas são algumas das questões a que o projeto multidisciplinar de ciência-cidadã CIRCULARES vai procurar responder, envolvendo os cadetes do Navio Escola Sagres na recolha de dados científicos.

Há 500 anos realizava-se a primeira expedição marítima que deu a volta ao mundo, liderada pelo navegador português Fernão de Magalhães. Para assinalar este feito histórico, o Navio Escola Sagres está agora reproduzir esta viagem de circum-navegação, numa grande viagem que visa também reconhecer o papel de Portugal para a promoção do conhecimento, do diálogo intercultural e da sustentabilidade do planeta.

A viagem teve início em Lisboa a 5 de janeiro de 2020, numa partida a que assistiram centenas de pessoas – incluindo o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. E a bordo, para além das muitas tarefas sempre necessárias num navio e numa viagem destas dimensões, os cadetes vão ser desafiados a contribuir para a ciência através do CIRCULARES: um projeto de ciência-cidadã que envolve diversas áreas científicas, em que os cadetes vão seguir protocolos criados por investigadores de Ciências ULisboa para a recolha de dados científicos. O projeto é liderado por Cristina Máguas, coordenadora do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais – cE3c e professora da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (Ciências ULisboa).

Navio Escola Sagres. ©: Marinha Portuguesa.

Que espécies vão ser possíveis de avistar do Navio Escola Sagres ao longo dos 371 dias de viagem, atracando em 22 portos de 19 países? A partir de fotografias tiradas tanto em alto-mar será possível retratar a biodiversidade, disponibilizando todos os dados na plataforma Biodiversity4All.

Que informação se esconde na cor do mar? Através da aplicação de telemóvel Eyeonwater e da sua ligação a um satélite, a cor do mar será traduzida em quantidade de microalgas existentes na coluna de água. A bordo do Navio Escola Sagres segue um pequeno e prático kit, que vai permitir analisar a presença e quantidade de metais pesados ao longo da sua rota. As microalgas são responsáveis pela produção de nutrientes e oxigénio através da fotossíntese. A sua variação (e a consequente variação da cor do mar) permite determinar a produtividade de cada massa de água. Quanto mais produtivo é um ecossistema, maior é a abundância de organismos.

Vão também ser comparados os dados da declinação magnética recokhidos ao longo da viagem pelo Navio Escola Sagres com os dados registados na viagem épica da armada de Fernão de Magalhães realizada há 500 anos – projeto que conta com a participação de Henrique Leitão, investigador do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia (CIUHCT), em Ciências ULisboa.

©: Marinha Portuguesa.

O CIRCULARES nasceu de uma ideia transdisciplinar durante um momento de encontro entre investigadores no Dia da Investigação em Ciências, ocorrido pela primeira vez na Faculdade em 2019. Para além de Ciências ULisboa e do cE3c, fazem também parte deste consórcio a Marinha Portuguesa, o Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, o Instituto Dom Luiz, o CIUHCT, a Sociedade Portuguesa de Ecologia e a empresa Senciência, cofundada por Rúben Oliveira, colaborador do cE3c e membro da Liga para a Proteção da Natureza.

A rota do Navio Escola Sagres pode ser acompanhada em tempo real aqui, através de um projeto de posicionamento desenvolvido pelo Centro Marítimo GEOMETOC da Marinha Portuguesa. Após Tenerife, em Espanha, a cidade da Praia, em Cabo Verde, o Rio de Janeiro, no Brasil, o navio escola deverá chegar a Montevideo, no Uruguai, a 23 de fevereiro e a Buenos Aires, na Argentina, a 28 de fevereiro.

Other Articles

  • Ciências Além-Fronteiras: Conservar a Biodiversidade de São Tomé e Príncipe

    Project Ciências Além-Fronteiras: Conservar a Biodiversidade de São Tomé e Príncipe

  • Beyond the Trees: instalação no Jardim do Torel com colaboração do cE3c

    Project Beyond the Trees: instalação no Jardim do Torel com colaboração do cE3c

  • Hortas de Lisboa: colaboração de cE3c e HortaFCUL em nova exposição no Museu de Lisboa

    Project Hortas de Lisboa: colaboração de cE3c e HortaFCUL em nova exposição no Museu de Lisboa

  • Como planear a floresta do futuro?

    Project Como planear a floresta do futuro? Novo filme de animação criado por investigadores do cE3c

  • Projetos propostos por investigadores do cE3c vencem Concurso de Ideias para a Sustentabilidade de Ciências ULisboa

    Project Projetos propostos por investigadores do cE3c vencem Concurso de Ideias para a Sustentabilidade de Ciências ULisboa