News


Photos Gallery

ALL NEWS

Trabalho de investigadores cE3c faz capa da revista científica Human Molecular Genetics

24/05/2017. Texto de Marta Daniela Santos.

Estudo sobre a origem dos primeiros sintomas da MDC1A, uma das distrofias musculares congénitas mais frequentes, é capa da edição de junho 2017 da revista científica Human Molecular Genetics. Neste trabalho estão envolvidas as investigadoras cE3c Andreia Nunes, primeira autora; Marianne Deries; e Sólveig Thorsteinsdóttir, coordenadora do estudo.

Pensava-se que os primeiros sintomas da MDC1A surgiam à nascença, ou poucos meses após o nascimento. Neste novo estudo os investigadores mostram pela primeira vez, para um modelo de ratinho com a mesma mutação, que a doença tem início antes do nascimento, envolvendo um defeito no desenvolvimento do músculo.

Estes resultados marcam uma mudança de paradigma no estudo desta doença, alertando para a necessidade de diagnóstico precoce e o desenvolvimento de terapias dirigidas contra esse defeito.

Este trabalho foi recentemente noticiado pelo cE3c, aqui.


Tags: DEM

Other Articles

  • O tipo de vegetação dos parques urbanos e a sua manutenção determinam como os parques urbanos contribuem para melhorar o ambiente das cidades

    Paper O tipo de vegetação dos parques urbanos e a sua manutenção determinam como os parques urbanos contribuem para melhorar o ambiente das cidades

  • Como é que uma planta jovem, invasora, consegue superar as plantas nativas vizinhas?

    Paper Como é que uma planta jovem, invasora, consegue superar as plantas nativas vizinhas?

  • Novo estudo explora as relações filogenéticas entre espécies nativas e endémicas da família de plantas Campanulaceae na Macaronésia

    Paper Novo estudo explora as relações filogenéticas entre espécies nativas e endémicas da família de plantas Campanulaceae na Macaronésia

  • Alterações climáticas: segundo alerta da comunidade científica à humanidade

    Paper Alterações climáticas: segundo alerta da comunidade científica à humanidade

  • Machos e fêmeas de morcego respondem de forma diferente à modificação do seu habitat? Estudo é capa da revista Biotropica

    Paper Machos e fêmeas de morcego respondem de forma diferente à modificação do seu habitat? Estudo é capa da revista Biotropica