Carnivoros (Carnivora)

  • Book Chapters
  • Dec, 2017

Álvares, F., Ferreira, C.C., Barbosa, A.M, Rosalino, L.M., Pedroso, N.M. & Bencatel. J. (2017) Carnivoros (Carnivora). Atlas de Mamíferos de Portugal (ed. by J. Bencatel, F. Álvares, A.E. Moura and A.M. Barbosa, A), 60-95. Universidade de Évora, Portugal. ISBN:978-989-8550-46-0.

Summary:

Taxonomia

A ordem Carnivora inclui atualmente, a nível global, 259 espécies, das quais 26 ocorrem na Europa. Em Portugal ocorrem 15 espécies, pertencentes a 6 famílias: Canidae, Felidae, Herpestidae, Mustelidae, Procyonidae e Viverridae.

Caraterísticas gerais do grupo

Os Carnívoros são muito diversos em termos de forma, tamanho e função ecológica, com pesos que variam entre 35 g (doninha) e 800 Kg (urso polar). Nem todos são carnívoros no sentido estrito, mas todos possuem dentes carniceiros e, geralmente, mandíbulas fortes. A família Canidae, que inclui os lobos e raposas, é composta por espécies geralmente oportunistas e adaptáveis. Podem ser solitários ou sociais e são a família com a distribuição mundial mais vasta, estando presente em todos os continentes exceto a Antártida. A família Mustelidae inclui doninhas, arminhos, toirões, visões, martas, lontras e texugos. É amplamente distribuída e diversa, com muitas espécies maioritariamente solitárias, ocupando a maioria dos habitats terrestres, mas também ambientes de água doce, salobra e salgada. A família Felidae, que inclui os gatos e linces, apresenta a dieta mais carnívora desta ordem, sendo considerados hipercarnívoros. A maioria das espécies é solitária, territorial e tende a viver em ambientes florestais com reduzida perturbação humana. As famílias Viverridae e Herpestidae incluem, respetivamente, as genetas e os sacarrabos (também chamados mangustos). Estas famílias, de origem africana, são geralmente omnívoras. Contudo, diferem entre si em vários aspetos: as genetas são geralmente solitárias e noturnas; os sacarrabos podem ser solitários ou viver em pequenos grupos familiares, possuindo frequentemente hábitos diurnos. Os membros da família Procyonidae, que inclui os guaxinins (ou mapaches), são nativos da América, mas foram introduzidos na Europa. São geralmente noturnos e incluem tanto espécies solitárias como sociais, sendo considerados os membros desta ordem com a dieta mais omnívora.


http://atlas-mamiferos.uevora.pt/index.php/atlas/livro/

Team

  • Carnivoros (Carnivora) Luís Miguel do Carmo Rosalino Carnivore Conservation Ecology
  • Carnivoros (Carnivora) Nuno Miguel Peres Sampaio Pedroso Conservation in Socio-Ecological Systems - CSES