Encontros Scientia

Savanas amazónicas como um laboratório para estudar ecologia e conservação de morcegos

Savanas amazónicas como um laboratório para estudar ecologia e conservação de morcegos

William Carvalho

Professor Convidado, Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais, Universidade Federal da Grande Dourados, Mato Grosso do Sul

Dentre os diferentes ecossistemas amazônicos, destaca-se a savana amazônica, que apesar de ocupar aproximadamente 2,25% de todo o bioma amazônico, ainda é pouco conhecida e protegida. Esse ecossistema amazônico é caracterizado por uma matriz de savana que contém em seu interior manchas de florestas, floresta ripária, buritizais e savanas alagadas. Esses ecossistemas únicos não têm a mesma proteção que os habitats florestais amazônicos, estando fortemente ameaçado frente ao avanço dos plantios de grãos, florestas plantadas, projetos de infraestrutura, mineração e grilagem de terra. Desde 2016 estamos desenvolvendo estudos com mamíferos nos Lavrados de Roraima e no Cerrado do Amapá, dois dos maiores blocos de savanas amazônicas, buscando responder diferentes perguntas ecológicas nessas paisagens complexas. Aqui, usando os morcegos filostomídeos como modelos, e através de uma abordagem multidimensional para a diversidade de espécies, vou mostrar como esses mamíferos voadores usam de forma diferente os diferentes componentes da paisagem das savanas. Além disso, vou mostrar que há diferentes respostas para a substituição de savanas de acordo com a guilda trófica dos morcegos. Nossos resultados têm implicações diretas para implementação de ações práticas de conservação, principalmente para a manutenção dos serviços ecossistêmicos fornecidos pelos morcegos e pelas savanas nesse ecossistema amazônico.

Thursday, April 152020, at 12h00-13h00 (Lisbon, Portugal time)

ONLINE, on our YouTube channel: https://youtu.be/HTtWAsUp8vY