News

ALL NEWS

Novo estudo explora as relações filogenéticas entre espécies nativas e endémicas da família de plantas Campanulaceae na Macaronésia

12/12/2017. Texto de Marta Daniela SantosNa imagem: Figura 1 do artigo, com a distribuição das espécies em estudo na região da Macaronésia.

Um novo estudo, agora publicado na revista científica Ecology and Evolution, clarifica a origem, diversidade genética e estatuto de conservação da família de plantas Campanulaceae, que ocorre na região da Macaronésia – que engloba os arquipélagos dos Açores, Madeira, Ilhas Canárias e Cabo Verde.

Maria Romeiras, investigadora do cE3c (FCUL), é uma das co-autoras deste estudo, em colaboração com investigadores do CIBIO (Açores), Instituto Superior de Agronomia e Universidade da Madeira.

O artigo encontra-se disponível aqui.


Tags: ESFE

Other Articles

  • O tipo de vegetação dos parques urbanos e a sua manutenção determinam como os parques urbanos contribuem para melhorar o ambiente das cidades

    Paper O tipo de vegetação dos parques urbanos e a sua manutenção determinam como os parques urbanos contribuem para melhorar o ambiente das cidades

  • Como é que uma planta jovem, invasora, consegue superar as plantas nativas vizinhas?

    Paper Como é que uma planta jovem, invasora, consegue superar as plantas nativas vizinhas?

  • Alterações climáticas: segundo alerta da comunidade científica à humanidade

    Paper Alterações climáticas: segundo alerta da comunidade científica à humanidade

  • Machos e fêmeas de morcego respondem de forma diferente à modificação do seu habitat? Estudo é capa da revista Biotropica

    Paper Machos e fêmeas de morcego respondem de forma diferente à modificação do seu habitat? Estudo é capa da revista Biotropica

  • Morcegos, vírus e uma cultura de medo: a receita para o desastre?

    Paper Morcegos, vírus e uma cultura de medo: a receita para o desastre?