News

Novo estudo revela o impacto das alterações dos recursos hídricos subterrâneos no desempenho fisiológico das plantas

15/09/2018. Texto de Marta Daniela Santos. Fotografia: Reserva Biológica de Doñana, por Cristina Antunes.

Um novo estudo agora publicado na revista científica Global Change Biology, coordenado por investigadores do cE3c-FCUL, revela a resposta fisiológica de várias espécies de plantas à diminuição da disponibilidade da água subterrânea.

A água é um recurso fundamental para todos os seres vivos. Na região do Mediterrâneo, particularmente vulnerável às alterações climáticas, os modelos climáticos prevêem uma diminuição dos recursos hídricos, não só à superfície como também de água subterrânea, também afectada pela exploração excessiva do Homem.

Quando diminui, este recurso fica a uma maior profundidade - tornando-se menos acessível para vários tipos de vegetação que dele dependem. No entanto, ainda pouco se sabe sobre como as alterações na água subterrânea pode afectar a vegetação, em particular em ecossistemas dunares costeiros.

No estudo agora publicado, os investigadores estudaram a resposta fisiológica de várias espécies de plantas lenhosas em função da profundidade ao lençol freático. E verificaram que vários parâmetros fisiológicos - como o teor de água, nitrogénio e carbono nas suas folhas, por exemplo - apresentam o mesmo padrão de resposta para as várias espécies.

“Independentemente da estratégia de uso de água e da sua diferente dependência da água subterrânea, as plantas diminuíram o seu conteúdo de água e reduziram a aquisição de carbono e nitrogénio com o aumento da profundidade do lençol freático. Isto demonstra que o rebaixamento da água subterrânea tem fortes implicações em processos fisiológicos fundamentais, e afecta negativamente o desempenho da comunidade lenhosa estudada”, explica Cristina Antunes, investigadora de pós-doutoramento do grupo “Environmental Stress & Functional Ecology - ESFE” do cE3c e primeira autora do estudo.

O estudo foi desenvolvido no Parque Nacional de Doñana, no sudoeste de Espanha - a maior reserva biológica de toda a Europa, classificada como Património da Humanidade pela UNESCO em 1994. A topografia do local permitiu definir várias zonas de amostragem com diferentes níveis freáticos, que têm vindo a tornar-se cada vez mais profundos com a redução da precipitação e com o bombeamento excessivo para uso humano, ameaçando vários habitats de Doñana.

Os resultados deste estudo contribuem para um conhecimento mais aprofundado das implicações para a conservação da vegetação que agora enfrenta mudanças nas condições hidrológicas : “Estabelecemos a base para prever a vulnerabilidade da vegetação lenhosa de Doñana à diminuição dos recursos hídricos subterrâneos”, conclui Cristina Antunes, que desenvolveu este trabalho como parte do seu projeto de doutoramento, na Universidade de Campinas (Brasil), em colaboração com o ESFE-cE3c - em particular, neste trabalho, em colaboração com Sergio Chozas e Cristina Máguas (ESFE). Neste trabalho colaboram também investigadores da Universidade do Texas A&M (EUA) e da Universidade de Sevilha (Espanha).

Referência do artigo:

Antunes C, Chozas S, West J, et al. Groundwater drawdown drives ecophysiological adjustments of woody vegetation in a semi-arid coastal ecosystem. Glob Change Biol. 2018;00:1–15. https://doi.org/10.1111/gcb.14403


Tags: ESFE

Other Articles

  • Geocaching as a tool to evaluate cultural services provided by ecosystems

    Paper Scientists use geocaching as a tool to assess cultural value of ecosystems

  • Novo artigo sobre monitorização de longo prazo de artrópodes nos Açores publicado em edição especial da Ecography

    Paper Novo artigo sobre monitorização de longo prazo de artrópodes nos Açores publicado em edição especial da Ecography

  • Ecologia e evolução da facilitação entre simbiontes: artigo de revisão abre novas linhas de investigação

    Paper Ecologia e evolução da facilitação entre simbiontes: artigo de revisão abre novas linhas de investigação

  • Primeiro estudo sobre a ecologia da alimentação das tartarugas verdes da África Ocidental

    Paper Primeiro estudo sobre a ecologia da alimentação das tartarugas verdes da África Ocidental

  • Protocolo permite isolar fungo patogénico em anfíbios vivos: balanço de uma década com olhos postos na ética e bem-estar animal

    Paper Protocolo permite isolar fungo patogénico em anfíbios vivos: balanço de uma década com olhos postos na ética e bem-estar animal