News

Novo estudo revela o impacto das alterações dos recursos hídricos subterrâneos no desempenho fisiológico das plantas

15/09/2018. Texto de Marta Daniela Santos. Fotografia: Reserva Biológica de Doñana, por Cristina Antunes.

Um novo estudo agora publicado na revista científica Global Change Biology, coordenado por investigadores do cE3c-FCUL, revela a resposta fisiológica de várias espécies de plantas à diminuição da disponibilidade da água subterrânea.

A água é um recurso fundamental para todos os seres vivos. Na região do Mediterrâneo, particularmente vulnerável às alterações climáticas, os modelos climáticos prevêem uma diminuição dos recursos hídricos, não só à superfície como também de água subterrânea, também afectada pela exploração excessiva do Homem.

Quando diminui, este recurso fica a uma maior profundidade - tornando-se menos acessível para vários tipos de vegetação que dele dependem. No entanto, ainda pouco se sabe sobre como as alterações na água subterrânea pode afectar a vegetação, em particular em ecossistemas dunares costeiros.

No estudo agora publicado, os investigadores estudaram a resposta fisiológica de várias espécies de plantas lenhosas em função da profundidade ao lençol freático. E verificaram que vários parâmetros fisiológicos - como o teor de água, nitrogénio e carbono nas suas folhas, por exemplo - apresentam o mesmo padrão de resposta para as várias espécies.

“Independentemente da estratégia de uso de água e da sua diferente dependência da água subterrânea, as plantas diminuíram o seu conteúdo de água e reduziram a aquisição de carbono e nitrogénio com o aumento da profundidade do lençol freático. Isto demonstra que o rebaixamento da água subterrânea tem fortes implicações em processos fisiológicos fundamentais, e afecta negativamente o desempenho da comunidade lenhosa estudada”, explica Cristina Antunes, investigadora de pós-doutoramento do grupo “Environmental Stress & Functional Ecology - ESFE” do cE3c e primeira autora do estudo.

O estudo foi desenvolvido no Parque Nacional de Doñana, no sudoeste de Espanha - a maior reserva biológica de toda a Europa, classificada como Património da Humanidade pela UNESCO em 1994. A topografia do local permitiu definir várias zonas de amostragem com diferentes níveis freáticos, que têm vindo a tornar-se cada vez mais profundos com a redução da precipitação e com o bombeamento excessivo para uso humano, ameaçando vários habitats de Doñana.

Os resultados deste estudo contribuem para um conhecimento mais aprofundado das implicações para a conservação da vegetação que agora enfrenta mudanças nas condições hidrológicas : “Estabelecemos a base para prever a vulnerabilidade da vegetação lenhosa de Doñana à diminuição dos recursos hídricos subterrâneos”, conclui Cristina Antunes, que desenvolveu este trabalho como parte do seu projeto de doutoramento, na Universidade de Campinas (Brasil), em colaboração com o ESFE-cE3c - em particular, neste trabalho, em colaboração com Sergio Chozas e Cristina Máguas (ESFE). Neste trabalho colaboram também investigadores da Universidade do Texas A&M (EUA) e da Universidade de Sevilha (Espanha).

Referência do artigo:

Antunes C, Chozas S, West J, et al. Groundwater drawdown drives ecophysiological adjustments of woody vegetation in a semi-arid coastal ecosystem. Glob Change Biol. 2018;00:1–15. https://doi.org/10.1111/gcb.14403


Tags: ESFE

Other Articles

  • Primeiro estudo sobre a ecologia da alimentação das tartarugas verdes da África Ocidental

    Paper Primeiro estudo sobre a ecologia da alimentação das tartarugas verdes da África Ocidental

  • Protocolo permite isolar fungo patogénico em anfíbios vivos: balanço de uma década com olhos postos na ética e bem-estar animal

    Paper Protocolo permite isolar fungo patogénico em anfíbios vivos: balanço de uma década com olhos postos na ética e bem-estar animal

  • Alterações climáticas na Europa: Há falta de informação sobre as estratégias de adaptação existentes a nível local

    Paper Alterações climáticas na Europa: Há falta de informação sobre as estratégias de adaptação existentes a nível local

  • Cientistas e empresas turísticas colaboram para estudar a distribuição geográfica de cetáceos nos Açores

    Paper Cientistas e empresas turísticas colaboram para estudar a distribuição geográfica de cetáceos nos Açores

  • Desvendada a origem de fungo responsável pelo declínio de anfíbios em todo o mundo

    Paper Desvendada a origem de fungo responsável pelo declínio de anfíbios em todo o mundo