News

Exposição “Insetos em Ordem” dá origem a aplicação de telemóvel para identificação de insetos

30/05/2018 (actualizado a 11/06/2018). Texto adaptado do comunicado da Plataforma Ciência Aberta por Marta Daniela Santos. Fotografia: capa do catálogo da exposição 'Insetos em Ordem'.

Uma aplicação para identificação de insetos foi lançada no passado dia 2 de junho, na Plataforma de Ciência Aberta, na aldeia de Barca d’Alva, em Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda. Esta aplicação móvel é produzida pela Plataforma de Ciência Aberta e pelo Instituto Politécnico de Beja e é baseada na exposição “Insetos em Ordem”, produzida pelo cE3c – Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais, pelo Tagis - Centro de Conservação das Borboletas de Portugal e pelo MUHNAC – Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

A aplicação é compatível com dispositivos com sistema operativo baseado em Android e permitirá a classificação até à Ordem de um inseto observado. Foi desenvolvida com base na exposição “Insetos em Ordem”, que esteve patente ao público na Plataforma de Ciência Aberta até fevereiro deste ano.

Produzida em 2010 no âmbito do Ano Internacional da Biodiversidade e em itinerância desde então, esta exposição diferencia-se pelo seu carácter dinâmico e interativo: à chegada os visitantes recebem um inseto verdadeiro conservado em resina, e passam pela experiência individual de identificação da ordem a que o animal pertence.

O lançamento desta aplicação móvel está inserido num conjunto de atividades ao ar livre para identificação da biodiversidade de insetos em Barca d’Alva, organizados pela Plataforma de Ciência Aberta e de entrada gratuita. O programa ocupou a tarde e a noite de 2 de junho: pelas 18h00 realizou-se a saída de campo "Insetos em Ordem em Barca d'Alva" e às 19h30 teve lugar um jantar-picnic na Plataforma. O lançamento oficial da aplicação móvel ocorreu às 20h30, ao qual se seguiu uma sessão de observação de borboletas noturnas a partir das 21h00.

Este programa surge inserido no evento “Expedições Tagis – Parque Natural do Douro Internacional” marcado para os dias 2 e 3 de junho. Esta expedição pretende contribuir para a listagem de insetos da Reserva da Faia Brava, a primeira Área Protegida Privada do país, gerida pela Associação Transumância e Natureza, promovendo dois dias de observação e inventário de insetos abertos ao público e acompanhados por especialistas.

Other Articles

  • Exposição “Insetos em Ordem” chega a Santa Iria de Azóia

    Project Exposição “Insetos em Ordem” chega a Santa Iria de Azóia

  • Arranca amostragem pioneira no âmbito do projeto da Lista Vermelha de Invertebrados de Portugal

    Project Arranca amostragem pioneira no âmbito do projeto da Lista Vermelha de Invertebrados de Portugal

  • Primeira comunidade de energias renováveis em Portugal pode vir a nascer em São Luís, Odemira

    Project Primeira comunidade de energias renováveis em Portugal pode vir a nascer em São Luís, Odemira

  • Expedição à Antártida: líquenes como indicadores ecológicos de mudanças climáticas súbitas

    Project Expedição à Antártida: líquenes como indicadores ecológicos de mudanças climáticas súbitas

  • Freira-das-Bermudas, uma das espécies marinhas pelágicas mais ameçadas do mundo

    Project Freira-das-Bermudas, uma das espécies marinhas pelágicas mais ameçadas do mundo